PCdoB se reforça com quatro vice-presidências

Resolução reunião do Comitê Central. Brasília, 12 de fevereiro de 2022.

O PCdoB que tinha duas vice-presidências passa a ter quatro, por decisão tomada pelo Comitê Central (CC), em sua segunda reunião plenária de 2022, encerrada neste sábado (12), de modo virtual. O quarteto “de vices” terá a seguinte composição: Walter Sorrentino, Carlos Lopes, Manuela d’Ávila e Jandira Feghali.

Luciana Santos, presidenta do PCdoB, que apresentou a proposta desse quarteto de vices ao CC, disse que essa composição agrega representatividade, liderança e capacidade de ação da direção nacional. Reforço que se faz necessário quando a luta política no país ganha mais exigência e o PCdoB é chamado a elevar seu protagonismo na Federação de partidos, na grande jornada para derrotar Bolsonaro e conquistar um vitorioso resultado eleitoral, aumentando a presença da legenda comunista no parlamento brasileiro.

Walter Sorrentino que já exercia o posto, foi reeleito. É um veterano dirigente nacional, sendo coordenador do Grupo Executivo do projeto eleitoral e exerceu a Secretária de Relações Internacionais. Carlos Lopes tem longa trajetória revolucionária. É uma liderança oriunda do Partido Pátria Livre, tendo sido 1º vice-presidente dessa legenda. É o diretor do jornal Hora do Povo.

Somam-se a esses dois destacados dirigentes, duas grandes lideranças da política e da esquerda brasileira Manuela d’Ávila e Jandira Feghali. Manuela foi candidata a vice-presidente da República em 2018 e se elegeu vereadora, deputada estadual e federal, no Rio Grande do Sul, com votações consagradoras. É um dos nomes que simboliza, nacionalmente, a renovação da esquerda; e Jandira Feghali – umas das principais parlamentares do Congresso Nacional. Reeleita várias vezes deputada federal pelo Rio de Janeiro, foi líder da Bancada comunista, líder da Minoria e das oposições e presidiu importantes Comissões.

Resolução reunião do Comitê Central

Brasília, 12 de fevereiro de 2022.