Nota PCdoB em solidariedade ao povo do Equador

Nota: PCdoB é solidário ao povo do Equador

PCdoB é solidário ao povo do Equador

O Partido Comunista do Brasil acompanha com muita atenção – e solidariedade ao povo equatoriano – o desenrolar de uma crise institucional e de insurreição popular de grande magnitude que toma conta do vizinho país amazônico do Equador nos últimos dez dias.

Estamos entre os que avaliam com grande pesar o destino que tomou o país após seu presidente eleito, Lenin Moreno, se afastar das políticas sociais e estruturantes da Revolução Cidadã liderada pelo então presidente Rafael Correa de cujo governo foi membro. O realinhamento do país com as políticas neoliberais, sob forte influencia do FMI e do governo norte-americano, levou a uma situação de caos social que hoje é sentido nas ruas do país.

O que se viu nos últimos dias foi o povo organizado, sejam indígenas, estudantes, trabalhadores, protestando contra o decreto 883 que retira direitos sociais, põe fim aos subsídios dos combustíveis e também contra a descomunal violência repressora das forças armadas e militares que já deixaram uma dezena de mortos e incontáveis feridos ao atacar os manifestantes.

Transmitimos, através desta, nossa solidariedade, exigimos o fim da repressão e o restabelecimento da democracia com resposta satisfatória às justas demandas da população insurreta.

Comissão de Política e Relações Internacionais do PCdoB

Brasília, 11 de outubro de 2019