PCdoB

www.pcdob.org.br

O que é o "centralismo democrático"?

O PCdoB organiza-se com base no princípio leninista do centralismo democrático. Numa das resoluções aprovadas no seu 6º Congresso, em 1982, o Partido afirma: "O centralismo democrático, espinha dorsal da estrutura partidária, é um princípio organizativo e um dos principais elementos na formação ideológica do militante comunista. É uma das principais armas do proletariado na luta pela conquista do poder político e posteriormente para a consolidação da ditadura do proletariado. Não é por acaso que todos os que se opõem a esses objetivos da classe operária atacam raivosamente o centralismo democrático e tudo fazem para destruí-lo."

Para funcionar bem e dirigir as massas de acordo com um plano, o Partido deve estar organizado sobre a base do centralismo, com estatutos únicos, com uma disciplina partidária igual para todos, com um só órgão de direção à frente, a saber: o Congresso do Partido e, nos intervalos entre congresso e congresso, o Comitê Central, com a submissão da minoria à maioria, das diferentes organizações inferiores às superiores. Sem ajustar-se a estas condições, o Partido da classe operária não pode ser um verdadeiro partido nem cumprir com seus deveres de direção do proletariado.
Esses princípios estão no Estatuto do PCdoB, que afirma:

TÍTULO II - DOS ORGANISMOS DO PARTIDO, SUA COMPETÊNCIA E FUNCIONAMENTO
CAPÍTULO I - DO CENTRALISMO DEMOCRÁTICO
Artigo 17 - O princípio diretor em que se baseia a organização do Partido é o centralismo democrático, que significa;
a) eleição de todos os organismos dirigentes do Partido, de baixo para cima;
b) prestação de contas periódicas dos organismos dirigentes do Partido ante as respectivas organizações que os elegeram;
c) disciplina rigorosa no Partido e submissão da minoria à maioria;
d) caráter obrigatório das decisões dos organismos superiores para os inferiores; e
e) debate amplo e aberto nos organismos sobre as questões referentes à orientação partidária.

A disciplina consciente e o espírito de Partido são indispensáveis ao fortalecimento do centralismo democrático e à coesão das fileiras partidárias. Do processo de discussão das teses à plenária final do Congresso, os comunistas brasileiros revitalizam e fortalecem a democracia partidária e tornam o PCdoB mais apto para enfrentar os grandes desafios da luta e construção de um novo mundo, sem exploradores e explorados.