Warning: Use of undefined constant php - assumed 'php' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /var/www/html/themes/generic/partials/post-single/entry.php on line 80


Warning: Use of undefined constant php - assumed 'php' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /var/www/html/themes/generic/partials/post-single/entry.php on line 81

PCdoB paulistano elege comissões e reforça apoio à Greve Geral dia 5

A nova direção do PCdoB de São Paulo (SP), eleita em Conferência municipal no processo do 14º Congresso do Partido, já tem Comissão Política e Executiva, além da Comissão de Controle. A reunião que definiu os membros dessas instâncias, nesta terça-feira (28), no auditório de sede do Comitê Central, também debateu a conjuntura política nacional e local, a pré-candidatura da deputada estadual Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) à Presidência da República e a mobilização da militância para a Greve Geral de 5 de dezembro.

Rovilson Robbi Britto, membro da direção nacional e estadual do Partido, destacou “o peso e a responsabilidade” da indicação de Manuela à disputa presidencial de 2018. “A voz do PCdoB poderá ser mais ouvida. Temos de estar à altura desse desafio”. Já no estado de São Paulo, segundo Rovilson, a prioridade será a reeleição do deputado federal Orlando Silva e da deputada estadual Leci Brandão. “Mas vamos trabalhar para aumentar nossa bancada na Assembleia Legislativa.”

O presidente municipal do PCdoB, Wander Geraldo, lembrou que cerca de 2.600 militantes comunistas foram mobilizados neste ano, durante as etapas iniciais do 14º Congresso Nacional do PCdoB. “Para qualificar nossa atuação junto à militância, precisamos ter mais enraizamento e ação nas bases”, afirmou. Em 20 de janeiro, o Comitê Municipal deve realizar uma reunião ampliada, com o objetivo de discutir o projeto político e o planejamento organizativo do PCdoB para a cidade de São Paulo.

Por unanimidade, os dirigentes aprovaram uma moção “em defesa da aposentadoria”, prestando “todo apoio à Greve Geral de 5 de dezembro!”. De acordo com a moção, a paralização nacional – que foi convocada pelas centrais sindicais para barrar a reforma da Previdência – “há de ser um novo e importante marco de resistência do povo, como a vitoriosa Greve Geral de 28 de abril. É fundamental, desde já, denunciar a manobra do governo Temer contra os direitos sociais e trabalhistas, falar com a população e fortalecer a mobilização nos mais diversos bairros e segmentos”.

Na última parte da reunião, a direção municipal elegeu sua nova Comissão Executiva, que terá oito membros: Altair Freitas (Formação), André Cintra (Comunicação), Antonio Pedro, o “Tonhão” (Movimentos Sociais), Fernando Borgonovi (Organização), Monique Lemos (Juventude e Mulheres), Rovilson Portela (Finanças), Vital Nolasco (Sindical) e Wander Geraldo (Presidência). O ex-deputado e ex-vereador Jamil Murad – que presidiu o Comitê Municipal até a Conferência de outubro – será o vice-presidente.

A Comissão Política será formada por Wander e Jamil, pelos secretários municipais que integram a nova Executiva e por mais 13 membros: Alcides Amazonas, Ana Flavia Marques, Claudia Rodrigues (Claudinha), José Carlos Cardoso (Tisiu), José Carlos Negrão, Márvia Scardua, Nádia Campeão, Oswaldo Napoleão, Renata Campos, Rosina Conceição, Rovilson Portela, Sheila de Oliveira e Valéria Leão. Já a Comissão de Controle será composta por Alcides Amazonas, Marcia Viotto e Oswaldo Napoleão.

MOÇÃO DO PCdoB DE SÃO PAULO

Em defesa da aposentadoria, todo apoio à greve geral de 5 de dezembro!

Diante da ofensiva do governo ilegítimo de Michel Temer e de seus aliados para aprovar, a toque de caixa, o desmonte da Previdência Social, o PCdoB de São Paulo (SP) conclama sua militância, em especial os trabalhadores, a aderirem à Greve Geral de 5 de dezembro.

Convocada pelas centrais sindicais, em defesa da aposentadoria e contra a reforma da Previdência, a paralisação há de ser um novo e importante marco de resistência do povo, como a vitoriosa Greve Geral de 28 de abril.

É fundamental, desde já, denunciar a manobra do governo Temer contra os direitos sociais e trabalhistas, falar com a população e fortalecer a mobilização nos mais diversos bairros e segmentos.

– Em defesa dos trabalhadores e da aposentadoria!

– Que não mexam em nossos direitos!

São Paulo, 28 de novembro de 2017

A direção municipal do PCdoB de São Paulo