PCdoB-MG confirma Jô Moraes como candidata a vice-governadora

Em reunião na tarde desta segunda-feira (6), em Belo Horizonte, a direção do Partido Comunista do Brasil (PCdoB) de Minas Gerais aprovou a candidatura da deputada federal Jô Moraes para vice-governadora, na chapa encabeçada pelo governador Fernando Pimentel (PT), que disputa a reeleição.

Após a reunião, o presidente do PCdoB-MG e candidato a deputado federal, Wadson Ribeiro, explicou que após muita reflexão e debate, a legenda aceitou o convite feito à Jô Moraes para integrar a chapa majoritária. “Nós achamos que a situação que o estado de Minas Gerais passa é de muita dificuldade”, frisou.

“A herança que nós recebemos de 12 anos dos governos tucanos deixaram o estado em uma situação de dificuldades que comprometem questões vitais. E também o que muito nos preocupa e de forma muito lúcida faz o PCdoB tomar essa decisão, é que se conformam campos políticos no estado que tentam retomar o poder central ao Palácio da Liberdade. E que são forças políticas capitaneadas pelo PSDB e todos os seus partidos aliados, que querem novamente dirigir o estado para impor para a grande maioria dos trabalhadores e do povo mineiro, as chamadas políticas neoliberais”, salientou Wadson Ribeiro.

Jô Moraes disse que aceitou o desafio do PCdoB e a proposta de Pimentel, porque em conversa com o governador, ele ressaltou “que é preciso representar aquilo que Minas Gerais é”.

A comunista destacou que o país vive um momento muito delicado com a desconstrução da nação e dos direitos sociais do povo brasileiro.

“A consciência que me leva a saber que é o maior desafio da minha história. Minas Gerais vai mostrar ao Brasil que mais uma vez vai lutar contra toda a lógica liberal que está sendo implantada. Nós vamos entrar nessa batalha para derrotar o Temer, as forças do Temer e retomar um projeto de desenvolvimento”, disse.